Cuidados e Comportamentos na condução da bicicleta

Após alguns anos orientando atletas novatos e experientes no ciclismo,  relacionamos alguns erros que ocorrem com alguma regularidade. Com o aumento do número de praticantes, torna se importante lembrar alguns itens.

Contribuição de: Peter Tanscheidt, Cristiano Moreira, Diego Gomes, Fernando Junqueira, Marcio Rebecchi, Andre Estrella e Mauricio Motta.

Do vestuário e bicicleta:

  • Usar roupas claras ou com refletivos independente da hora do dia.
  • Usar somente óculos claro caso pedale a noite ou de madrugada.
  • Ter em sua bicicleta, luzes dianteiras e traseiras principalmente se o horário da atividade tiver baixa luminosidade.
  • Direcionar o feixe de luz dianteiro ligeiramente para baixo, evitando que caso o ciclista a frente ao olhar para trás não fique “cego”. Não use luzes presas no capacete!!! Quando na frente cai no problema relatado anteriormente e quando atras ficam na linha de visão do ciclista que esta atrás.
  • Não usar fones de ouvido e nem com volume baixo ou em uma orelha. Ciclismo requer todos nossos sentidos aguçados e a audição é muito importante. Lembrando que muitas vezes a música nos leva a distração.
  • Ter sempre em sua posse material para a troca de pneus e saber usá-lo. Caso o furo seja na roda traseira, colocar as marchas na coroa menor na frente e na catraca menor atrás.
  • Observar a manutenção de sua bicicleta: calibragem dos pneus diária, freios e marchas reguladas; blocagem de rodas devidamente fechada e com a alavanca da blocagem para trás. Estado dos pneus e das sapatas de freio. Lembre que a bicicletas está 100% exposta a poeira, umidade e nas cidades litorâneas a maresia e isto leva a um desgaste natural e uma manutenção regular.
  • Estar atento ao estado dos tacos da sapatilhas e não deixá–los ficar desgastados. Algumas pessoas freiam a bicicleta com o taco e começam a pedalar usando as pernas como se fossem patinetes provocando um desgaste rápido e exagerado dos mesmos.  Tacos gastos provocam quedas por não cliparem direito e saírem inadvertidamente do pedal.
  • Evitar parar, estacionar ou encostar a bicicleta com o câmbio traseiro apoiado pois isso desregula o câmbio.
  • Ao guardar a bicicleta deixar a corrente na coroa (prato) menor na frente e no pinhão menor (catraca de trás).
  • Usar sempre luvas.

Das vias:

  • Respeitar a sinalização das vias.
  • Não transitar em áreas de lazer e ciclovias com velocidade incompatível com a segurança de todos.
  • Transitar na mão da via.
  • Estar sempre atento ao ambiente e caso necessário alertar através de avisos sonoros evitando possíveis situações de risco.

 

Do ciclista:

  • Ter tido uma boa noite de sono antes de sair de bicicleta.
  • Ao sair de casa estar totalmente atento de suas tarefas ou do grupo seguindo o planejado.
  • Evitar distrações. Ciclista não sai para pedalar pensando em coisas pois pode arrumar muitas vezes um problema muito maior.
  • Estar atento 100% do tempo.
  • Olhar sempre atento com uma visão periférica e evitando olhar a todo  momento para o gps, ciclocomputador e etc.
  • Prestar atenção ao beber água colocando a garrafa no suporte da mesma com firmeza e precisão evitando que ela caia na rua.

 

Do ciclista rodando em grupos:

  • Caso seja novato ou visitante em um grupo, procurar não ficar a frente do mesmo. A hierarquia da comunidade deve ser respeitada. Somente ficar na frente do grupo se for convidado e for capaz de não expor os outros ciclistas ao risco. Procure saber quais as regras do grupo. Caso haja um responsável, se apresentar e solicitar autorização para participar do treino. Ser humilde e educado nessas horas, são a receita do sucesso.
  • Não ficar conversando ou falando em voz alta.
  • Segurar o guidom de forma correta com as mãos firmes e com os dedos ligeiramente apoiados nos freios.
  • Não andar sem as mãos.
  • Prestar atenção no “movimento “ do pelotão e observar possíveis alterações de rotas em função de alguma ocorrência a frente.
  • Sinalizar buracos ou qualquer outro obstáculo que esteja a frente e muitas vezes associar a sinalização a um alerta de voz.
  • Estar atento a todo o tempo.
  • Rodar com uma distância segura do ciclista que vai a frente evitando acelerar, desacelerar e frear no meio do pelotão. Estar atento e olhando a frente facilita isso.
  • Evitar frear no meio do pelotão.
  • Sinalizar e se deslocar para o canto da rua com segurança em caso de furo de pneu.
  • Avisar quando for ultrapassar alguém e informar de que lado está passando. Passando pela direita – direita, passando pela esquerda – esquerda.
  • Ao ultrapassar um ciclista ou grupo, ficar atento para não dar uma fechada nos ciclistas ultrapassados ao voltar a via de rodagem.
  • Quando os ciclistas estiverem rodando em filas duplas, NÃO passar pelo meio.
  • Caso deseje sair da frente de um grupo ou do local que está, sinalizar com atenção sua saída e sair gradativamente.
  • Ser cortês com um ciclista que deseje entrar à sua frente dando o espaço para que ele possa ingressar no pelotão. Um aviso verbal nessas horas sempre ajuda.

 

Estando num grupo que esteja revezando:

Pelotão Laranja na 2ª Etapa da Copa Rio de Ciclismo

  • Prestar atenção ao número de pessoas que estão no mesmo e ficar atento no momento que tiver que entrar na fila mais rápida memorizando  o ciclista que está sempre a sua frente. O último ciclista da fila mais rápida pode avisar verbalmente, facilitando a re entrada do ciclista que vem da fila mais lenta.
  • Ao sair da frente do grupo na fila mais rápida, reduzir um pouco a velocidade para que os demais ciclistas passem.
  • Ao assumir a frente do grupo, após a saída do ciclista a sua frente, estar atento para não aumentar a velocidade.
  • Pedalar somente em grupos  condizentes com seu estado físico.
  • Caso esteja cansado ou não aguentando o ritmo do grupo, ter uma atitude positiva saindo de onde esteja em segurança.
  • Manter sua linha de rodagem seja no plano ou em curvas evitando se deslocar de um lado para outro. Tangentes em curvas podem ser feitas mas com extrema segurança sem ir na via oposta e sem por em risco demais ciclistas.
  • Ao final do treino redobrar a atenção evitando “inventar” sprints, perseguição a carros ou coisas desnecessárias e perigosas.
  • Os ciclistas da frente são os “olhos“ do grupo e devem estar sempre atentos com suas ações.  Em caso de algum obstáculo, evitá-lo antecipadamente e com segurança e sinalizando sempre.
  • Leão de treino existe e na hora que o pau come, foge.
  • Estar preocupado com sua segurança e com a dos demais ciclistas do grupo.

 

Conter seu ego e rodar de forma responsável.